Autora:



Priscila Santos, '91line, canceriana com ascendente em escorpião, mineira,  estudante de Direito Relações Internacionais. É cocacolatra, chocolatra, e bookaholic assumida; Um pouquinho nerd, Italian e Asian Lover e viciada em séries. Além de ter um fraco irremediável por filmes de terror. Apaixonada por clima frio e um bocado preguiçosa. Escreve 'contos' e pequenas histórias desde o fim da infância, e, entrou no mundo das 'fanfics' por volta dos quatorze anos, enjoou-se um pouco dele no início da casa dos vinte, e hoje escreve texto aleatórios/originais quando bate a inspiração (e sobra tempo). Tem na escrita uma válvula de escape que a leva a um mundo só seu.


Uma jovem mulher que não sabe muito bem como se definir, pois se considera indefinida e mutante. Vive uma incursão de evolução e brinca de camaleoa metamorfoseando-se pela vida. Já foi foi Betareader e Webmistress do Lollipop-Fics, mas cansou dessa vida e agora só dá um help pra equipe. É completamente viciada em séries, e em suas horas livres é bem capaz de encontrá-la largada no sofá com um balde de pipoca e um copão de seu refrigerante favorito, isso se ela não estiver enfurnada no quarto absorta em um dos "bebês" de sua estante, ou reclamando e blasfemando em um par de linguas com um controle de x-box na mão numa sala de FPS ou jogando Assassin's Creed, ou surtando com as amigas. Talvez fazendo mais de uma dessas coisas ao mesmo tempo, tudo com uma pitada de fangirling.
Ah! Sim, ela também é fangirl, e pode apostar que fangirla muito com as amigas. Seu coração é azul, ou seria ciano? Um misto de cores entre seu lado ELFishy e Loki Army Soldier? Bem, talvez precise de um arco-íris para sustentar a Potterhead, Sherlokian, Sleepy Head, Merlinian e Treker. E não vamos esquecer de sua paixonite pelo Barry Allen (Flash).
Então sim, seu coração é um arco-íris com glitter, porque ela gosta de brilho, de moda (mas não curte tanto trend!), uma garota detalhista, crazy dreamer, curiosa, anormal, chata, bipolar, intuitiva, esquecida,  hiperprotetora,  determinada (ou teimosa). Ela acha que pensa demais, sabe que ri demais, e  às vezes faz drama demais... Mas ela também se ama desse jeito. Afinal, se não fosse tudo isso não seria o seu jeito, não seria o meu jeito! 



Blog:

Inicialmente esse espaço nasceu como uma alternativa ao vibeflog, que havia ficado 'pequeno' para a quantidade de coisas que queria que fossem compartilhadas. O blog acabou juntando o lado 'confessionário virtual' com os demais assuntos que eu queria abordar. Com o tempo ele sofreu algumas mudanças, de resenhas pra filmes e seriados acabei incluindo também minhas fanfics. Hoje em dia ele tem além de tudo isso post  relacionadas a beleza, culinária, praticidade, achados, fotografia, moda, estilo e alguns contos e outros textos escritos por mim.  Enfim, vários assuntos pelos quais me interesso, o "lírios" é um pequenos reflexo de sua autora, e provavelmente vai continuar mudando junto comigo.

'Lírios Ao Mar' 

Lírios vem de sua tradução para o inglês: “Lily”, apelido para um dos meus nomes favoritos. A segunda parte do nome vem da combinação do meu elemento favorito e uma de minhas fontes de inspiração, o "mar".  Ele pode ter vários significados, alguns óbvios só para quem me conhece, e, embora eu não seja das mais apegadas a praia em si, pode-se dizer que tenho um belo caso de amor com ele…


Nas ondas dos meus pensamentos
Deixei o mar me levar
Cruzei a linha do horizonte
Onde o azul começa a avermelhar


Lá encontrei lindos lírios
Com suave perfume a exalar
Brancos, rosados e amarelos
Eram como estrelas a brilhar

Não sei se era um delírio
Ou se um belo sonhar
Só sei que vi estes lírios
Plantados nas águas do mar

De longe chegavam sussurros
Na brisa do mar a bailar
Contavam-me o grande segredo
Dos lírios no azul do mar


Se queres o segredo saber
Um enigma terás que decifrar
Da aura que envolve a lua
E cultiva os lírios no mar

— Olhai os lírios no mar - Ju Mattos





4 Comentários

  1. Mas é tão óbvio que eu não sou assim como pareço ser. Escondo muitas coisas através dos meus versos, dos meus sorrisos e principalmente das minhas lágrimas. Muitas pessoas se enganam ao meu respeito, ou se surpreendem. Eu escondo muitos detalhes de mim. Tudo que você pode enxergar em mim é apenas a metade do que eu realmente sou, mas não deixo de ser sincera. Uma coisa é certa: eu sou chata assim mesmo. Nisso você não se enganou.
    Giovana A. Ribeiro

    ResponderExcluir
  2. Do latim, significa "velha antiga", do passados ou dos tempos primitivos. Priscila é muito inteligente, intuitiva e determinada. Adora o poder e é muito materialista. No amor é muito exigente, entrega-se de corpo e alma mas quer receber exactamente igual.
    Esse nome vem do latim e significa "velha, antiga", no sentido de "a primeira de todas", a que veio primeiro. A mais antiga ou dos tempos primitivos.

    ResponderExcluir
  3. Sou a euforia, a tristeza. A ansiedade e o sofrimento. Eu sou parte do que te faz falta e parte do que te incomoda. Eu simplesmente sou algo que me tornei com um tempo. - fukingperfect

    ResponderExcluir
  4. Cansei de palavras, e somente palavras. Quero atitudes. Falar na frente de um computador é extremamente fácil, você pode ser quem você quiser. Por isso, eu não quero o que você escreve. Eu quero quem você é, o que faz, onde tem tua verdade.

    ResponderExcluir